Blog do Coração


No dia 19 de fevereiro é comemorado o Dia do Esportista, data que tem como objetivo não só homenagear e incentivar os atletas, mas também conscientizar a prática do esporte para o desenvolvimento de uma vida mais saudável. Sabemos que a prática de exercício físico associada à uma alimentação regular é um requisito essencial para manter uma boa qualidade de vida.

Equilíbrio, agilidade, cooperativismo, resistência muscular, paciência e concentração não são os únicos aspectos que devem ser levados em consideração ao falar de um atleta. Mais importante do que superar seus próprios limites é estar atento ao seu real estado de saúde.

A diretora do departamento de Educação Física da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), Lígia Antunes Corrêa comenta sobre a importância de atletas de todas as modalidades realizarem um check up cardiológico periódico, pois qualquer indivíduo está sujeito a sofrer uma parada cardíaca se não houver devida preparação e acompanhamento.

A especialista chama atenção para aqueles que têm histórico de doença cardíaca na família estejam sempre atentos à sua saúde cardiovascular, principalmente se tiverem mais de 35 anos, pois é a partir dessa idade que o ataque fulminante se torna o principal motivo de óbitos durante as atividades físicas.

Para os atletas profissionais, ou seja, aqueles que são remunerados, o acompanhamento médico é imprescindível para a preparação e desenvolvimento dos treinos e competições, pois é ele quem irá determinar qual é a real situação cardiológica do atleta e também quem auxiliará na prevenção de possíveis doenças. “É importante que o esportista respeite os limites do seu próprio corpo e saiba tirar o melhor proveito de suas aptidões”, afirma a especialista.

shutterstock_535892221