Blog do Coração


O primeiro passo para uma boa corrida é dado meses antes da largada, pois além de um treino bem definido a dieta também precisa ser prescrita por um nutricionista, pois tão importante quanto pensar no seu condicionamento físico ao se preparar para uma corrida de rua, é dar uma atenção especial para a sua alimentação e hidratação do seu corpo antes de colocar seus tênis nas ruas.

Se o corpo não estiver sendo suprido com a quantidade de nutrientes suficientes, ele não responderá adequadamente aos treinos, sobretudo, os tão exigentes quanto os da maratona. Consumir quantidades equilibradas de carboidratos, proteínas e gorduras é, portanto, essencial. Essas quantidades devem ser calculadas por um nutricionista, pois são individuais e baseiam-se em diferentes critérios de avaliação.

brooke-lark-96402Para a presidente do departamento de Nutrição da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), Nágila Raquel Damasceno, o carboidrato é uma das principais fontes de energia rápida para o corpo. “Como os níveis desse nutriente tendem a abaixar por conta da queima de energia ao longo da maratona, será necessário reabastecer seus estoques. Baratos e práticos, os famosos géis são boa opção”. Porém, se consumidos de maneira errada, podem gerar um desconforto e colocar em risco os resultados de sua corrida, por isso, é aconselhado consultar seu nutricionista a respeito da ingestão desses alimentos, alerta Damasceno.

A nutricionista Valéria Arruda Machado, diretora científica do departamento de Nutrição da Socesp, ressalta que não se deve esquecer da água, pois exerce um papel fundamental na hidratação corporal e no controle térmico durante a prática de atividades físicas. É recomendado o consumo de 2 ou 3 litros de água por dia, entretanto, durante uma maratona, o consumo pode dobrar em função das perdas corporais, afirma a doutora.