Blog do Coração


A Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP) apresentou no 72º Congresso Brasileiro de Cardiologia, a simulação prática clínica no ambiente virtual através da Active Virtual Patient® (AVP), primeira ferramenta de discussão de casos clínicos em realidade virtual da América Latina. O evento aconteceu entre os dias 3 e 5 de novembro no centro de eventos Transamérica Expo Center, em São Paulo.

Desenvolvida por médicos e programadores nacionais, o AVP permite de maneira totalmente interativa, a simulação do atendimento no consultório e a implantação de várias condições clínicas reais em um mesmo contexto de treinamento e aprendizado.


Ferramenta pioneira, o AVP proporciona aos usuários um ambiente de atendimento completo, com recepção, consultório médico e sala de exame físico, onde o profissional presente poderá realizar o treinamento do atendimento de pacientes como se fosse em seu ambiente real de trabalho. Todos os exames laboratoriais e de imagem podem ser inseridos, tornando a experiência ainda mais completa.


coracao_fetal_metade

O evento também contou com a apresentação do startup BioArchitects, ferramenta que se desenvolve a partir de realidade aumentada e impressão 3D de biomodelos, ou seja, réplicas de órgãos, ossos e outras estruturas anatômicas feitos a partir de exames de imagens como tomografias auxiliando médicos e estudantes no diagnóstico, análise e realização de procedimentos cirúrgicos das doenças cardiovasculares.


Tecnologia e educação continuada


Através do paciente virtual, o cardiologista pode estudar minunciosamente cada caso, a ferramenta capacita o profissional para atender cada paciente de acordo com seu diagnóstico, o que minimiza erros médicos. As ferramentas interativas estimulam o desenvolvimento de tecnologias brasileiras, o preparo dos profissionais e estudantes para dar o diagnóstico mais assertivo e ainda pode ser utilizada para ensinar e atualizar os cardiologistas.


Ao mesmo tempo, proporcionamos a segurança do paciente que será atendido cada vez melhor, com segurança e menos erros médicos. Nós incorporamos esses modelos, porque reconhecemos os talentos existentes no país, que são capazes de criar soluções voltadas às nossas necessidades.


Não é uma adaptação dos modelos internacionais, mas, sim, ferramentas que foram desenvolvidas sabendo como os brasileiros pensam e agem. A SOCESP amplia suas ações voltadas à responsabilidade social e propõe um novo modelo de interação entre médicos que identificam as necessidades de aperfeiçoamento profissional, mentes criadoras que desenvolvem novas opções e, pessoas com espírito empreendedor que irão gerar empregos, contribuindo para o progresso do país.


De acordo com a SOCESP, no Brasil, a cada um minuto e meio uma pessoa morre do coração. Presume-se que ocorram 720 paradas cardíacas no País todos os dias (registros norte-americanos estimam 50 paradas cardíacas para cada 100 mil pessoas por ano). Em 2017, ocorreram 349 mil óbitos por doenças cardiovasculares no Brasil. Mesmo sabendo da importância da prevenção e sobre os fatores de risco que desencadeiam doenças cardiovasculares, algumas pessoas não conseguem aderir uma rotina e hábitos alimentares mais saudáveis. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que, a cada ano, 17,3 milhões de pessoas falecem em todo o mundo vítimas de doenças cardiovasculares. A estimativa para 2030 é preocupante, pois o total de óbitos deverá chegar a 23,6 milhões.