Blog do Coração


A Odontologia especializada em pacientes especiais preza pelo atendimento individualizado, promovendo maior eficiência na prevenção e manejo das necessidades gerais e bucais. Crianças e adultos com Síndrome de Down (SD) podem apresentar diversas condições associadas à saúde da boca e essas podem comprometer a saúde geral, requerendo maior atenção e cuidados específicos. As condições mais frequentemente associadas:

Cardíacas - A incidência de cardiopatias congênitas em indivíduos com SD é de cerca de 50%. A maioria dos defeitos é cirurgicamente corrigida no nascimento. No entanto, a incidência de prolapso da válvula mitral nesses pacientes é de 50%. Essas pessoas necessitam de profilaxia antibiótica, antes de alguns tratamentos odontológicos, para prevenir a endocardite infecciosa.

Orofaciais - Anormalidades no desenvolvimento da face e na cavidade bucal são encontradas com frequência em indivíduos com SD, entre elas podemos citar a hipoplasia do terço médio da face e, o consequente, prognatismo. A má-oclusão dentária também é comum e a avaliação ortodôntica é necessária o mais rápido possível, para acompanhamento e prevenção. A respiração é geralmente bucal, o que pode acarretar infecções respiratórias. A língua pode ficar seca e com fissuras.

Dentais - Observa-se atraso na erupção dos dentes, que podem ocorrer em ordem incomum. A incidência da falta de dentes também é alta, afetando mais os incisivos laterais. Outras manifestações comuns são malformações dos dentes, como a microdontia (dentes pequenos) e os conóides (cônicos), raízes curtas e apinhamento dental.

Doença Periodontal - Estudos apontam baixa incidência de cárie dentária e essa pode estar relacionada às propriedades de proteção da saliva. Em relação à doença periodontal, a alta incidência é encontrada desde a adolescência e pode estar associada à resposta imunológica diminuída, podendo ser agravada pela falta de higiene dental. Alguns casos requerem terapia periodontal e medicações antibióticas.

Osteomusculares - Tônus muscular diminuído, ou hipotonia, é comum na SD, afetando o desenvolvimento do terço médio da face. Grande ocorrência de frouxidão de ligamentos resulta em instabilidade das articulações. O dentista deve estar ciente de uma condição específica chamada instabilidade atlantoaxial - 20% - e necessita do posicionamento anatômico adequado e apoio de cabeça durante o atendimento em função do risco de lesão da medula cervical.

Deficiência Intelectual e Abordagem Comportamental – Muitos indivíduos apresentam algum grau de deficiência intelectual, geralmente de leve a moderado. A abordagem em crianças deve ser lúdica, firme e com rotina determinada, gerando vínculo. Estes pacientes podem exigir um pouco mais de tempo e paciência, especialmente nas primeiras visitas.

Imunológicas – Alterações no sistema imunológico são frequentes, como diminuição em certos tipos de glóbulos brancos (células T), o que acarreta alta incidência de infecções. Em função da alta incidência de leucemia infantil, deve-se examinar a cavidade bucal do paciente para detectar lesões persistentes ou sangramento gengival, que pode ser indicativo de leucemia em pacientes não diagnosticados.

O cirurgião-dentista é de extrema importância na avaliação quanto ao cuidado bucal e deve realizar anamnese direcionada para que seja realizado tratamento odontológico adequado e seguro, da prevenção à reabilitação.

Referências: Abanto J, Ciamponi AL, Francischini E, Murakami C, de Rezende NP, Gallottini M. Medical problems and oral care of patients with Down syndrome: a literature review. Spec Care Dentist. 2011 Nov-Dec; 31(6):197-203. Frydman A, Nowzari H. Down syndrome-associated periodontitis: a critical review of the literature. Compend Contin Educ Dent. 2012 May; 33(5):356-61. Review. Pilcher, E.S.(1998). Dental care for the patient with Down Syndrome. Down Syndrome Research and Practice, 5(3), 111-116.

Por: Rafael Celestino Souza, doutorando em Ciências Odontológicas, na Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, mestre em Diagnóstico Bucal pela Faculdade de Odontologia da Universidade Paulista (UNIP).