Blog do Coração


A linhaça é um alimento vegetal único que oferece benefícios potenciais para a saúde cardiovascular por ser fonte importante de ácido a-linolênico (ômega 3) e de lignanas, uma classe de fitoestrógenos. O teor de ácido a-linolênico na linhaça (57%) é maior do que em qualquer outra semente oleaginosa. O teor de lignana na linhaça é 800 vezes maior do que em outros 66 alimentos vegetais avaliados.

Em estudo randomizado, duplo-cego e cruzado, comprovou-se que a ingestão de bolinhos e pães contendo 38 gramas de linhaça ou sementes de girassol, por seis semanas, foi suficiente para efetuar uma redução significante de colesterol (6,9%) e LDL-c (5,5%), em 38 mulheres hipercolesterôlemicas no climatério.

Outras pesquisas clínicas serão necessárias para confirmar os benefícios cardiovasculares e os elementos fisiologicamente ativos da linhaça.

Existem dois tipos de linhaça a marrom e a dourada. A marrom é cultivada em regiões de clima quente e úmido, como o Brasil, e as douradas são plantadas em regiões frias como o norte dos Estados Unidos e o Canadá. No cultivo da linhaça marrom são utilizados agrotóxicos, enquanto a dourada é cultivada de forma orgânica, portanto, a concentração de lignanas na semente dourada é superior a encontrada na semente marrom.

Por: Liliana Bricarello, nutricionista.