Blog do Coração


A tradicional dieta do mediterrâneo é caracterizada por grande ingestão de vegetais, legumes, grãos, cereais, frutas e frutas oleaginosas (nozes, castanhas), óleo de oliva; moderada à alta ingestão de peixe, porém com baixa ingestão de gorduras saturadas.

Neste caso, é importante baixo consumo de produtos derivados do leite (a maior parte na forma de queijos e iogurtes), de carnes e aves. O consumo moderado e regular de álcool, principalmente na forma de vinho e durante as refeições completa a dieta. Estudo cientificamente relevante, publicado na revista New England Journal of Medicine, foi realizado por pesquisadores da Universidade de Harvard. Neste estudo, foram acompanhados 22.043 adultos, residentes na Grécia quanto ao consumo da dieta do mediterrâneo. Os resultados obtidos mostraram forte correlação entre o consumo da dieta do mediterrâneo tradicional e redução na mortalidade, principalmente por declínio nas doenças cardiovasculares (33%) e câncer (24%). Deste estudo foram concluídos que quanto maior a aderência a uma dieta do tipo Mediterrâneo, maior a redução da mortalidade por doenças cardíacas e cancerígenas.

Por: Dr. Pedro Farsky, diretor da SOCESP na gestão 2010 – 2011.