Blog do Coração


Cuidados para se preparar para correr a São Silvestre

Calor - Pronto! Decidido, vamos correr a tradicional e eletrizante corrida de rua no último dia do ano, em São Paulo. Será no horário de verão, quando o calor deve estar de plantão!

Roupas leves - Pelos cálculos médicos, a recomendação de uma preparação 90 dias antes está em pleno vigor, afinal a corrida é para quem tem alguma experiência. Boné, vestimenta apropriada de tecido (algodão, tectel etc.) que favorece a boa transpiração, isto é, que ajuda a troca de calor entre a pele e o meio ambiente, facilitando que o corpo esfrie naturalmente, pois durante um exercício intenso a temperatura corporal pode chegar até os 40 graus centígrados, evitando assim a desidratação.

Reposição de líquidos - Uma perda de mais de 1,5 quilo de peso, obriga a reposição com os conhecidos isotônicos e nunca só água pura. Conheça como funciona seu organismo e assim saberá o que escolher para a reposição de líquidos, sem esquecer dos famosos carboidratos, necessários nessas provas longas, como carbogel e maltodextrina.

Proporção diária de alimentos - Em recentes exames de centenas de atletas selecionados para o PAN de 2007, que a pedido do Comitê Olímpico Brasileiro, foram realizados no Sport Check-up do Hospital do Coração, detectou-se importantes erros alimentares, causados por desconhecimento do que é útil, inútil e prejudicial.  A proporção diária é de 15% de proteínas, 65% de carboidratos e 20% de gorduras, até mais ou menos uma semana antes da corrida. Se quiser mais esclarecimentos, consulte um nutricionista.

Avaliação médica - Faça as avaliações médicas prévias obrigatórias. Descobrindo algum problema, haverá tempo para diagnóstico e tratamento, com a posterior liberação para correr, depois de obtida a cura. Os exames:
Consulta cardiológica do esporte.
Eletrocardiograma.
Teste ergométrico por médico.
Ecocardiograma.
Exames de laboratório para pesquisa de glicose, colesterol e outros.

Vou correr. Não deu para fazer a avaliação médica. E agora?

O participante de uma prova popular pode usar o questionário PAR-Q (Questionário de Prontidão para Atividade Física) de avaliação clínica pré-participação esportiva sumária. Criado no Canadá, orienta quem ainda não procurou um médico para avaliação. Esse questionário serve como esclarecimento, mas não substitui o exame médico. As perguntas devem ser respondidas com um simples "sim" ou "não" com total sinceridade.

Algum médico já disse que você possui algum problema de coração e que só deveria realizar atividade física com supervisão por profissionais de saúde?
Você sente dores no peito quando pratica exercícios físicos?
No último mês, você sentiu dores no peito quando praticava atividade física?
Você apresenta desequilíbrio devido a tontura e/ou perda de consciência?
Você possui algum problema ósseo/articular/muscular que pode piorar pela atividade física?
Você toma atualmente algum medicamento para pressão arterial e/ou problema de coração?
Sabe de alguma outra razão pela qual você não deve realizar atividade física?
Se responder "não" a todas as perguntas, a possibilidade de ter alguma condição clínica que ofereça risco, durante a atividade esportiva, é baixa.

Caso haja alguma resposta "sim", procure imediatamente o médico.

Dr. Nabil Ghorayeb, especialista em Cardiologia e em Medicina do Esporte, doutor em Cardiologia pela FMUSP, chefe da Seção Médica de Cardiologia do Exercício e Esporte do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, consultor Clínico do Sport Check-up do Hospital do Coração, responsável pelo Serviço de Cardiologia do Instituto Runner de Ensino e Pesquisa e editor do livro Ninguém Morre de Véspera (Editora Phorte).